Você sabia que já existiu uma Vila Operária na Cia.Hering?

Imagine a época em que a mobilidade urbana não era um facilitador para o trabalho. Em Blumenau e nas cidades da região, havia poucas estradas e as linhas de ônibus possuíam também poucos horários. Os carros eram raros e a maioria dos trabalhadores vinham trabalhar na Cia.Hering a pé ou com suas bicicletas! De longe ou de perto, a jornada de cada pessoa até chegar na empresa era longa.

 

Com o intuito de melhorar a qualidade de vida das pessoas, foi criada uma Vila Operária na Cia.Hering, que oferecia moradia provisória aos trabalhadores e suas famílias.  A Vila Operária foi um conjunto de moradias de aluguel, construída para os operários da Indústria Têxtil Cia.Hering. Essas residências eram alugadas para funcionários que ainda não possuíam casa própria, e seguiam uma tabela de valores pré-estabelecidos. 

 

Em algumas vezes já atendemos no Museu Hering antigos moradores da Vila Operária. Não é emocionante?

 

Nas proximidades do parque fabril existiram 45 casas de moradia (25 de alvenaria, 3 enxaimel e 17 de madeira). A casa enxaimel que hoje abriga o Museu Hering fez parte da Vila Operária.

 

Com o passar do tempo e melhoria da mobilidade e dos meios de transporte, a Vila foi pouco a pouco perdendo sua função inicial, especialmente após a criação da Cooperativa de Crédito Organizações Hering (atual Viacredi). Por meio dessa Cooperativa, os funcionários contrataram empréstimos e puderam comprar suas próprias casas. O espaço da Vila Operária foi utilizado para ampliação do parque fabril da Cia.Hering nos anos 1970. Mas suas histórias não deixam ser valiosas e de guardar tantas curiosidades e aprendizados.


Realização

Fundação Hermann Hering Museu Hering Centro de Memória